Artigos

Novos arranjos familiares e os múltiplos sentidos da adoção

O propósito do artigo é compreender as formas de governo das infâncias e juventudes por meio das políticas de adoção e seus efeitos sobre indivíduos ou casais que almejam ingressar com uma ação de adoção no município do Rio de Janeiro. Em termos empíricos, o artigo, versa sobre pesquisa em habilitações e em processos de [...]

Saúde e Doença

Estudos históricos e sócioantropológicos têm demonstrado que as noções de saúde e doença são construídas socialmente. Além disso, vêm pontuando que a forma como as sociedades atribuem significados às enfermidades e como concebem a saúde, reflete, em grande parte, seus valores (Iriart, 2003). Na sociedade brasileira atual, entre as camadas médias, prevalece, por exemplo, a [...]

Saúde e Direitos Humanos

Ano 6, número 6, 2009 Publicação periódica anual, editada pela Escola Nacional de Saúde Pública –– Fundação Oswaldo Cruz – Ministério da Saúde, destinada aos profissionais e estudantes de graduação/pós-graduação que atuam e/ou têm interesse na temática de Direitos Humanos e Saúde no Brasil, em Portugal, na América Latina e na África de língua portuguesa. [...]

Projetos

Projetos de Pesquisa

  • 2015 – Atual – Laços desfeitos, vínculos construídos e “socioafetividade”: um estudo sobre  valores morais e práticas legais no cenário da adoção no Rio de Janeiro.
  • 2012 – Atual – Gênero, sexualidade, violência e sofrimento.
  • 2012 – 2013  – Adoção em seus múltiplos sentidos.
  • 2009 – 2011 – A genetização do parentesco, adoção e o impacto na questão da infância e adolescência no município do Rio de Janeiro.

Projetos de Extensão

  • 2011 – Atual – Sem nome do Pai (projeto de extensão e pesquisa)

Outros Tipos de Projeto

  • 2014 – Atual – Auxílio Editoração/Apoio- FAPERJ
logocultis

CULTIS - Núcleo de pesquisa em Cultura, Identidade e Subjetividade

Tendo como chaves os conceitos de cultura, identidades de subjetividades, o núcleo pesquisa a produção de sujeitos, identidades e sociabilidades através de práticas e representações sociais com respeito à criação artística, direito, religião, família/parentesco, corpo, tecnologias. O núcleo se estrutura em três linhas: o enfoque da criação artística e o campo que a constitui; a produção de sujeitos nas famílias e instituições; direito e religião como sistemas constituidores de subjetividades, identidades e práticas sociais.

A Sexualização do Crime no Brasil

Um estudo sobre criminalidade feminina no contexto de relações amorosas [1890 – 1940]

livro-sexualizacao-crime-no-brasil